segunda-feira, 17 de janeiro de 2011




momento retrospectiva
REVERSO PLURAL/ 2007






A partir de uma proposta de instalação de um trabalho de arte no espaço urbano e o amadurecimento de um insight na busca de uma formalização da idéia do diálogo de cada ser humano com as suas próprias privações, surgiu enfim uma possibilidade poética: um trabalho focado na multiplicação de um signo. O objeto-signo escolhido foi a chave, por conter em sua própria função uma pluralidade de conceitos. A chave é um objeto criado  pelo homem e traz em si a carga dos opostos: Vida/morte, prisão/liberdade, aberto/fechado, dentro/fora, tristeza/alegria e outros mais. Cada pessoa relaciona-se, consciente ou inconscientemente, com um ou mais significados conforme as suas verdades, as suas vivências e o foco do seu olhar diante do mundo que o cerca. Assim, a obra- instalação Reverso Plural apresenta-se como um veículo poético que permite a cada expectador uma reflexão particular, instigando-o a explorar o seu próprio universo de sensações e descortinando infinitas possibilidades.

Um comentário:

  1. Sara
    MUITO LEGAL O TEXTO DE APRESENTAÇÃO DESTA OBRA. PARABÉNS! bjs

    ResponderExcluir